segunda-feira, 29 de setembro de 2008


Fotografias antigas

Um conjunto de 3 fotografias muito antigas que a Regina do Céu Fernandes, nos fez chegar ao Blog "antiga escola da Freguesia" "Tanque do Prado" e "Fonte" .
Carregue nas fotos para ampliar

A História vai-se construindo com a ajuda de todos, assim ficámos a saber por alguns comentários que além do Sr. Francisco António Silva, também o Sr. António Martins "Piloto" doou parte do terreno.
A fotografia "fonte" de acordo também com os comentários feitos parece tratar-se da antiga Fonte do Espinheiro que se encontrava embutida na própria parede!? Qualquer informação por mais pequena que seja pode ajudar.

.

17 comentários:

Fátima disse...

Céu

Bem-hajas pelas fotografias que tens reunido. Aquela do tanque do Prado foi como se um foco de luz se acendesse dentro da minha cabeça! Uma emoção enorme.

Da fonte da Fonte da Vila não tenho memória: sempre me lembro daquela espécie de gruta, baixinha, em que me acocorava para beber a água mais saborosa de todo o povo (no meu gosto que ninguém confirma). Também a mais fresca, de fazer estalar os dentes!

A escola era bem mais bonita assim. Que pena que lhe não mantiveram a traça!
Quero, a esse propósito, fazer uma correcção que é de justiça: O TIO ANTÓNIO PILOTO E A TIA MARIA FORAM DOADORES DE PARTE DA TERRA EM QUE ESTÁ CONSTRUÍDA A ESCOLA. Fica bem dizer de todos.

Fora a personagem que está identificada, não conheci mais ninguém. Na da fonte está uma senhora que se me parece com a tua mãe. Será a tua avó?

Obrigada mais uma vez.
Beijos

Olímpia disse...

Fátima:
A fonte da fotografia, não é a da fonte da Vila.Lembro-me de ouvir dizer à mãe, que a fonte do Espinheiro,( a anterior à que nós conhecemos ) estava embutida na parede das terras do Sr.Lopes ( na parede atàs da mesma fonte que conhecemos).Assim, a da fotografia será a do Espinheiro.
Bjos
Olímpia

Olímpia disse...

Obrigada Céu ,pela recolha.Tens sido incansável.
Se não estou enganada, quem te cedeu estas fotografias, foi o Sr. António da Régua.Verdade ou não?
Não me canso de olhar para elas e...recordo.
Em relação à escola, concordo com a Fátima.A arquitectura era bem mais bonita (já não a conheci assim)e, também o tio António Piloto doou parte do terreno.
A fonte, julgo que seja a do Espinheiro (já o disse no comentário anterior)e, saindo da parede, era igualmente mais actrativa e mais romantica.
A fonte do Prado...Mas que grande emoção e que bonitas recordações!
Já agora, penso que seria interressante identificar as personagens destas fotos
Bem-hajas
Olímpia

céu disse...

Fátima,
Acredita que também senti uma alegria enorme quando vi essas fotos!
Na fonte do espinheiro há um senhor que me parece o tio Alfredo Guerra, não consigo reconhecer mais ninguém.
Sobre a doação, eu concordo plenamente que se diga quem foram todos os doadores. Aquela foto já estava colada tal como ta enviei.
Eu não fazia ideia de quem tinha doado o terreno para a construção do nossa escola, agora já sabemos que foram várias pessoas.
Que se faça justiça a todos eles!
Beijos
Céu

céu disse...

Olímpia

Afinal, eu tinha razão, assim como tu, dizia que era o espinheiro. Houve quem dissesse que era a fonte da vila, e como tem todas aquelas pedras e com arbustos à volta, acabei por aceitar que pudesse ser então a fonta da vila.
Agora que tu dizes que existiu uma fonte antes daquela que nós conhecemos, está tudo explicado.
Sobre o terreno, acho bem que se divulgue que também o tio António doou parte dele, é mais que justo.
Eu é que não sabia e foi bom vocês terem deixado aqui esse comentário.
Beijos
Céu

céu disse...

Olímpia,

Sim, quem cedeu as fotos foi o Sr. António.
A menina do tanque do prado é filha dele, a do meio.
Também concordo contigo sobre a escola, essa foi a que eu frenquentei, por isso, quando a vi, pensei imediatamente em publicá-la. Assim como as outras, acho que para nós, elas têm um valor inigualável!
Só já me falta a fonte grande, e acredito que a vá conseguir dentro em breve.
Um beijinho grande
Céu

Anónimo disse...

Céu:
Quantas recordações de duas destas fotografias: a do tanque do prado onde, o meu irmão "Pedro" me enfiou a cabeça, depois de me ter enfiado uma garrfa de vinho pelas "goelas abaixo"... E a outra da escola onde me iniciei nas lides do estudo. Enquanto foi reconstruída, tivemos aulas na casa da residência que, bem merecia uma reconstrução que a tornasse mais digna.
Aproveito para felicitar os orgãos da direcção da associação pelo maravilhoso trabalho que estão a desenvolver.
Beijos
Augusta

Fátima disse...

Olímpia

Agora que o disseste fez-se-me luz! Lembro-me, perfeitamente, de ouvir a mãe referir-se à fonte do espinheiro entocada no muro da D. Maria Lopas.

Seria interessante sabermos exactamente onde - ainda lá deve estar a nascente, soterrada, embora. Nesse caso, onde ficaria o tanque e a poça? Será que algum dos mais velhos se lembra ainda?

Beijos

filomena disse...

obrigada por me darem a conhecer o meu avô, sou Maria Filomena Martins (Pataquinha) filha do Francisco Martins (Moreno) e Barbora, vivo na Ericeira, também já vi a minha irmã Lídia e o meu irmão Joaquim.
Confirmo que os terrenos foram doados pelo meu avô, cuja eira ainda pertence a todos os herdeiros.

Felicidades a todos

Mena

Fátima Pereira Stocker disse...

Ó Pataca!!!!

Que bem fizeste em entrar nesta nossa casa! Nem imaginas a alegria que vais dar a muita gente - eu incluída!

De mim tu já te não deves lembrar (sou a mais nova do tio João Fouce e da tia Teresa), mas eu lembro-me bem de vós todos. Ou melhor: como os vossos nomes eram sempre falados lá casa, nunca os esqueci.

Onde viste as fotografias dos teus irmãos? Deve ter sido no blog de Rebordaínhos, porque não me lembro de elas terem sido publicadas neste.

Vai dando notícias, para podermos saber de vós! Para qualquer informação de que precises ou que nos possas fornecer (as tuas memórias, dos teus pais e irmãos!) podes utilizar o seguinte e-mail:

blog.rebordainhos@gmail.com

Um grande beijo e muito obrigada por esta tua participação.

António Brás Pereira disse...

Este comentário vai só para a "Pataca" ou pataquinha se quiseres. Que grande surpreza! Somos quase da mesma idade, e na vossa casa, na ponta daquelas escadas, ou por baixo da janela, onde era o solheiro, fizeram-se grandes pagodes, antes de abalares para África. A tua irmã Lidia vi-a pessoalmente, ou melhor disseram-me que era ela, num funeral, mas vós, só os teus irmãos, quando voltastes. E o que viste no Blog. sempre era o Joaquim e não o Serrinha.Que é feito dele? O teu pai, se ainda é vivo, era um grande caçador...
Agora uma pergunta: foi através do Blog. que conheceste o teu avô?
Muitos beijos e abraços para os teus irmãos se os vês,António da tia Angélica.

filomena disse...

Olá Fátima:
Desculpa só agora, lembro teus Pais, e todos os teus irmãos, tu éras a mais nova, estive com vocês em casa dos teus tios em Lisboa quando chegamos de Àfrica.
è bom ver que a juventude não deicha morrer a nossa tão amda Terra. Eviei meu mail e fotos para Zé Maria.Não sei nada.
Beijinhos para todos.
Filomena

filomena disse...

Olá,António:

OS MEUS CONTACTOS ESTÃO COM O ZE MARIA FILHO DA DELFINA:

É o meu irmão Joaquim.
O meu Avô tenho foto dele,que o meu Pai trazia sempre na carteira esta ficou comigo.
Se me lembro!..., esse solheiro , a tua Avô ,as tuas irmãs, e tantos outos, meus Pais, que recordo com tantas soudades.

1ºfoi minha mãe um dia de Ramos
2º Meu pai num dia 14 de Março, dia em que eu nasci.
Por isso deixa que eu deche aqui esta homenagem a Eles

Oh,quantos anos se passaram
Sem ti-quantos anos?...
No Vosso túmelo branco
Oh,Mãe,Ho,Pai,meus amados falecidos,
Para o pleno amor de uma filha,
Uma oração
Repouso Eterno
MENA

Muitos beijinhos para todos Filomena

filomena disse...

Olá,António:

OS MEUS CONTACTOS ESTÃO COM O ZE MARIA FILHO DA DELFINA:

É o meu irmão Joaquim.
O meu Avô tenho foto dele,que o meu Pai trazia sempre na carteira esta ficou comigo.
Se me lembro!..., esse solheiro , a tua Avô ,as tuas irmãs, e tantos outos, meus Pais, que recordo com tantas soudades.

1ºfoi minha mãe um dia de Ramos
2º Meu pai num dia 14 de Março, dia em que eu nasci.
Por isso deixa que eu deche aqui esta homenagem a Eles

Oh,quantos anos se passaram
Sem ti-quantos anos?...
No Vosso túmelo branco
Oh,Mãe,Ho,Pai,meus amados falecidos,
Para o pleno amor de uma filha,
Uma oração
Repouso Eterno
MENA

Muitos beijinhos para todos Filomena

Fátima Pereira Stocker disse...

Pataca

Obrigada por teres voltado aqui e por te lembrares de mim!

Na resposta que deste ao Tonho não percebi muito bem a que fotografias te referias.

O único Zé Maria que conheço é filho da tia Hélia e do tio César (a tia Delfina tem o Giberto e o Evangelista e, que eu saiba, não tem mais nenhum filho rapaz).

Por favor, podendo, escreve-me para este endereço (porque há uns assuntos de parentesco que gostaria de tentar esclarecer contigo):

blog.rebordainhos@gmail.com

Beijos
Fátima

Fátima Pereira Stocker disse...

Pataca

Lá estou eu a dizer asneiras: o segundo filho da tia Delfina é o Guilhermino (Sortes)!

Beijos

filomena disse...

O José Maria Pereira , a quem me re feria é Presidente da Associação.
Sim o Grau de parentesco é da pa
Rrte dos Vermelhos.
Este Zé a que pertece,já falei com Ele pelo tef, enviei esclarecinentos sob o meu Avô e madei fotos minhas e meil. beijinhos